A Sony A7s II é uma câmera já bastante conhecida. A A7 III é menos famosa, mas é uma excelente opção para vídeo. Vamos entendê-las!

1. Sensibilidade

O Sensor é a diferença chave. A A7 III traz o moderno sensor retroiluminado*, com 24,2MP para fotos. Seus avanços permitem maior sensibilidade à luz, leitura simultânea de todos os pixels (fotodiodos) e maior velocidade de leitura e gravação de dados.

A leitura simultânea combate problemas da tradicional leitura linear dos CMOS como: efeito geleia (rolling shutter), faixas em superfícies iluminadas por leds ou fluorescentes, além de possibilitar fotografia com flash a velocidades de obturador mais rápidas.

As possibilidades deste sensor fazem com que esta câmera tenha uma sensibilidade próxima à da A7s II, aspecto fundamental para o sucesso da sII.

O grande tamanho dos pixels (fotodiodos) do sensor pouco denso (12MP) da sII permite gerar imagens com baixo nível de ruido em ambientes com pouca luz.

2. Resolução e Câmera Lenta

Ambas gravam em 4K (UHD) até 30fps usando o codec XAVC S. A taxa de transferência máxima é a mesma: 100Mbps. A A7 III faz uma redução de 6k para 4k, melhorando a nitidez.

Em 4k 30p, a A7 III realiza um pequeno corte de 1,2x no sensor Full Frame. A 4k 24p, isso não ocorre. Tampouco acontece na A7s II.

A A7 III vai à forra quando mantêm o tamanho FF de seu sensor no modo high speed. A A7s II cropa o sensor em 2,2x (!), fazendo que seu tamanho fique próximo ao do sensor Micro 4/3, reduzindo o campo de visão da lente significativamente.

Isso acontece porque a câmera grava exatamente os 2.073.600 que compõem a resolução 1092 X 1080. Ou seja, não parte de uma resolução maior, faz um downsize ou reinterpretação de mais linhas para chegar na resolução final.

Ambas as câmeras fazem 100fps (PAL) ou 120fps (NTSC) em 1080p, como máxima câmera lenta. 

3. Foco automático

Outra grande diferença entre as duas câmeras é o sistema de foco automático. A A7 III está entre as melhores mirrorless do mercado neste quesito.

O AF do A7 III tem um algoritmo otimizado com 693 pontos de detecção de fase, 425 pontos de detecção de contraste, sensibilidade -3Ev e algumas configurações extras, como o AF Track Sensor, que controla a reatividade do AF no modo contínuo.

O A7S II funciona apenas com detecção de contraste e possui 169 pontos. A sensibilidade mínima é um ponto mais escuro, em -4Ev.

4. Perfil de Imagem

A A7 III introduz curvas Hybrid Log Gamma, direcionadas para o HDR. Mantém ainda todas as da A7s II, como S-Log2, S-Log3, curvas Cine, entre outras.

5. Estabilização de Imagem

Ambas as câmeras possuem estabilização de sensor de 5 eixos, mas a A7 III possui um hardware mais avançado que melhora a compensação da estabilização.

6. Duração da bateria

A A7 III usa a bateria NP-FZ100. Bem mais pesada, mas dura aproximadamente o dobro da NP-FW50 da A7s II que rende por volta de 60 minutos.

7. Memória

Finalmente, o A7 III possui dois slots para cartão de memória, um UHS-II e um UHS.  Ou seja, se você está usando ambos os cartões, você ficará limitado aos recursos do UHS. A A7s II possui apenas um slot UHS.

8. Fotos still / segundo

A A7 III pode disparar até 10 fotos por segundo. A A7s II pode atingir um máximo de 5 fotos por segundo.

*Mais detalhes deste sensor num próximo post. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + nove =